Visitem-nos também em: Só-Newz.blogspot.pt [Actualização Diária]

10/01/11

Fifa Bola de Ouro 2010

Hoje foi certamente um dia histórico no universo. Lionel Messi obteve o seu segundo título consecutivo e foi o vencedor da Bola de Ouro FIFA. Já a brasileira Marta garantiu pela quinta vez seguida o prémio de Jogadora do Ano da FIFA. Os troféus foram entregues em cerimónia de gala realizada no Kongresshaus de Zurique nesta segunda-feira. Entre os treinadores, o português José Mourinho, do Real Madrid, e a alemã Silvia Neid, da selecção germânica, foram os respectivos vencedores da edição inaugural do prémio de Técnico do Ano da FIFA nas modalidades masculina e feminina.
Títulos conquistados na época referente que provavelmente garantiram o actual prémio
Supertaça Europeia # Campeonato espanhol # Supertaça espanhola
Melhor marcador do campeonato espanhol (29 golos) # Melhor marcador da champions (8 tentos)
Bota de ouro (melhor jogador europeu)

Para mais descrições sobre as atribuições destes prémios leia o post completo


Os resultados foram obtidos após uma eleição com os capitães e treinadores das selecções masculinas (nos dois prémios masculinos) e femininas (nos dois prémios femininos). Além deles, representantes de veículos de comunicação do mundo todo escolhidos pela France Football votaram em todas as quatro categorias. Os votos de cada um dos três grupos representaram um terço do resultado final.

O ano de 2010 foi excelente para Messi, que conquistou o Campeonato Espanhol com o Barcelona. O argentino teve
22,65% dos votos, contra 17,36% de Andrés Iniesta e 16,48% de Xavi, ambos companheiros no Barcelona.

Marta voltou a encantar com o título e também com os prémios de melhor jogadora e marcadora da liga norte-americana pelo Gold Pride. A brasileira teve 38,20% dos votos contra 15,18% da alemã Birgit Prinz. Em terceiro lugar, com 9,96%, ficou a também germânica Fatmire Bajramaj.
Mourinho, que levou a Inter ao título da Liga dos Campeões da UEFA, do Campeonato Italiano e da Copa da Itália antes de assumir o Real Madrid no meio do ano, conquistou 35,92% dos votos, à frente de Vicente del Bosque, da selecção espanhola (33,08%), e Pep Guardiola, do rival Barcelona (8,45%).

Entre as mulheres, a alemã Silvia Neid venceu com 24,06%, tendo em segundo lugar a compatriota Maren Meinert, técnica da selecção sub-20 do país (18,26%), e em terceiro a sueca Pia Sundhage, treinadora dos Estados Unidos (11,68%).

A Selecção Mundial FIFA/FIFPro, formada pelos 11 melhores jogadores de 2010 conforme os votos de mais de 50 mil atletas profissionais do mundo todo, ficou com Casillas (Espanha); Maicon (Brasil), Lúcio (Brasil), Piqué (Espanha) e Puyol (Espanha); Xavi (Espanha), Sneijder (Holanda) e Iniesta (Espanha); Cristiano Ronaldo (Portugal), Villa (Espanha) e Messi (Argentina).
O Prémio Puskás da FIFA do golo mais bonito do ano foi definido por mais de um milhão de utilizadores do site FIFA.com. o evento criado em homenagem a Ferenc Puskás, capitão e astro da selecção húngara na década de 1950, foi para o turco Hamit Altintop, autor de um golaço no jogo do seu país contra o Cazaquistão pelas eliminatórias para a Euro 2012 no dia 3 de Setembro de 2010 na cidade de Astana.

O arcebispo Desmon
d Tutu recebeu o Prémio Presidencial da FIFA das mãos do presidente Joseph S. Blatter pelo seu excepcional compromisso com os jovens no mundo todo, pela contribuição ao uso do futebol como catalisador de transformações sociais e pelo apoio que deu à organização da Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010, a primeira em solo africano.
O Prémio FIFA Fair Play foi dado à selecção sub-17 feminina do Haiti, que passou por enormes dificuldades após o terremoto que assolou o país em Janeiro de 2010, em cuja ocasião o técnico do seleccionado infelizmente veio a falecer. A equipe mostrou grande coragem e chegou à fase decisiva das eliminatórias para a Copa do Mundo Sub-17 Feminina da FIFA 2010, sendo aplaudida pela torcida mesmo com a desclassificação ao fim do torneio regional. O prémio foi recebido pela capitã da selecção, Hayana Jean-François.

1 comentários:

Notícia em Verso disse...

Ano de Copa do Mundo tem peso, é diferente
Na premiação da FIFA, o vencedor é quase evidente
O eleito melhor jogador do futebol mundial
Sempre levantou a taça do torneio principal

Neste ano, Bola de Ouro acreditavam ter endereço certo
Espanha campeã: vencedor em vermelho e amarelo
Mas eis que um argentino quebrou a escrita pela 1ª vez
Mesmo de azul e branco deu Messi. Assim se fez

Melhor do mundo em duas oportunidades
Tal qual o nosso Gaúcho, em momentos de saudade
Impecável mesmo só Marta, brasileira e imbatível
Cinco vezes consecutivas, simplesmente incrível

Para técnico, outra derrota espanhola eu vi
Nada de Del Bosque: Deu Mourinho, agora em Madri
Apesar de não comandar na África nenhuma nação
Venceu tudo o que pode pela Inter de Milão

Na seleção mundial, tinha latino como nunca se viu
Exceto o holandês Sneijder, que eliminou o Brasil
Já o Barcelona, mesmo não sendo o grande da temporada
Emplacou cinco jogadores, meio time, em uma só tacada

(http://noticiaemverso.blogspot.com)

Enviar um comentário